Loading...


A RAINHA DO GELO (ESGOTADO)

A RAINHA DO GELO (ESGOTADO)

30/12/2019


RESERVAS DE BILHETES ESGOTADAS

O Centro de Cultura e Desporto do Crédito Agrícola Mútuo propõe ao seus associados e família (M/3 anos) uma ida ao Teatro Politeama, em Lisboa, no próximo dia 1 de Fevereiro (sábado), pelas 15h00, para assistirem ao novo espectáculo de Filipe La Féria “A RAINHA DO GELO”. O bilhete tem o preço especial de 12,50 € (valor sem desconto para a plateia: 15,00€), mas as reservas já estão esgotadas. 

"A Rainha do Gelo" é um original de Filipe La Féria a partir do célebre conto de Hans Christian Andersen, obra-prima da literatura para a infância e juventude. La Féria transformou-o num Musical em que articula o Teatro, a Música e a Dança. Fabulosos cenários, um maravilhoso guarda-roupa e as mais sofisticadas tecnologias de vídeo completam este maravilhoso espectáculo, numa encenação mágica e de alta qualidade artística.

O Musical "A Rainha do Gelo" narra as aventuras de uma família cuja vida está em confronto com a poderosa Rainha da Neve, símbolo e metáfora do Inverno, em contraste com o calor e plenitude do Verão. Um misterioso feiticeiro traz para o Reino do Sonho um espelho mágico, que tem o dom de transformar o que é belo em terrível. Todos os contos de Andersen são metáforas encantadoras dos contrastes do carácter do Ser Humano. São também lições de vida, que ficarão para sempre na formação das crianças e do público jovem.

"A Rainha do Gelo" é uma reflexão sobre a vida, as relações afectivas e familiares, num ambiente de encantamento e de magia. São estes os motivos que tornam esta história tão atractiva, não só para as crianças como também para adolescentes e adultos. O relacionamento entre pais e filhos, a amizade, a aceitação das diferenças entre os seres humanos, a superação do medo e a responsabilidade de sermos nós próprios a ter a chave para a solução dos nossos problemas, faz deste espectáculo o musical maravilhoso para toda a família, magnificamente interpretado por actores, cantores, bailarinos e acrobatas.

« Voltar